Quarta-feira, 5 de Março de 2008

DICHOTES

 

 

«Clicar» aqui:  

 

 

http://colegio-pedroquinto.blogs.sapo.pt

 

http://colegiodompedroquinto.blogs.sapo.pt

 

http://velhocolegio.blogs.sapo.pt

 

http://colegiopedroquinto.blogs.sapo.pt/

  

 

DICHOTES

 

 

 nº. 1   21.III.1948:

 

 

- Que o Abílio não continuou a resolver os problemas, porque se lhe partiu a … perna  do lápis.

 

 

- Que o Artur de Penhascoso chamou ao coelho ave de capoeira.

 

 

- Que o Elvino, redigindo sobre a utilidade dos animais domésticos, disse que uns nos faziam companhia de dia, outros de noite..

Para estes, Elvino, aconselhamos D.D.T.

 

 

 

*****

 

 nº. 2   18.IV.1948:

 

                  - Que o Carrega viu um pedaço de «Andorinha» na rua.

                        - Quem seria o bárbaro? exclamou, indignado. [1]

 

                  - Que o João Luís do 1º. ano, quis experimentar a resistência do fundo do tanque do Jardim Público, e… atirou-se-lhe de cabeça.

             Olha, João Luís, atira-te do mesmo modo aos livros, se não mergulhas…

 

 

            Nota do compilador:

                                                  Nesta altura, o João Luís andava na admissão.

 

 

*****

 

 nº. 8   15.I.1950:

 

 

- … que, depois das férias, o Rocha explicou-se bem em «Português» e   ficou mudo em «Francês».

Por patriotismo ?

Deixe-se de excepções. Estude-lhe e estude-lhe bem, para sua felicidade.

 

  

ïïïïï    õõõõõ       ïïïïï

 

 

            Eu tinha uma razoável lista de «dichotes» [2], ocorridos durante as aulas, mas o acidentado do meu percurso existencial, com a casa, frequentemente, às costas e por diversas paragens, fez desaparecer o caderno onde os anotara!

            Divulgá-los- ia aqui, anónimos, é claro! Mas…

 

Lembro-me apenas de quatro e somente da paternidade de três!

 

Ei-los:

                        I   «O turismo suiço é uma potência mundial

 

                      II    «…e, na encosta, ouvia-se o barulho das pedrinhas rio abaixo, rio acima…»

 

                                 III   Na cadeira de português, num ponto, pedia-se que puséssemos no superlativo absoluto simples todos os adjectivos que  reconhecêssemos num determinado período. Entre outros havia o vocábulo  árabe, que, não me recordando do texto, não posso dizer se se tratava de um substantivo ou de um adjectivo. Sei, isso sim, que um de nós escreveu:    

                                                                                          arabíssimo  !!!

 

                                 IV      ???   Estávamos na aula de inglês… e certas palavras, quando lidas indevidamente, são muito «traiçoeiras»…  e nesta situação o Dr. Baptista agravou o cenário, proferindo a má pronúncia três vezes, não dando conta!!!

                      

         Suponhamos  que  a  palavra  inglesa  bem  pronunciada  era:  

e  mal  pronunciada era:  !

                                                                                                                                                      

         Tratava-se do título do texto:   The 

                      E a/o discente leu:       The  ☻                   

 

                      Eis a correcção feita pelo Dr. Baptista, dita com todas as  letras  e com a  mais calma e serena das naturalidades: 

 

  

                                         -Ó … [nome do/a discente]:  Qual   nem meio      é  e não é !!!

 

 

= palavrão [1] !

 

*****

 

Do primeiro, do terceiro e do quarto, lembro-me da paternidade… mas de maneira nenhuma a revelarei !

Do 2º, apenas sei  que ocorreu numa redacção, ainda no Colégio da Quinta !

 

         Se alguém se lembrar de outros «dichotes», conto que mos envie, via correio electrónico» [ socratesdaqui@sapo.pt ] , conquanto o faça sem indicar a paternidade, mesmo que a saiba!!!   

 

         Divulgar-se-ão para nosso divertimeto. E só será divertido, se, continuadamente,  nos interrogarmos, retoricamente: e este, de quem será?  Sem nunca nos interessar, verdadeiramente,  saber de quem é!!!

 

SócratesDaqui

 

 



[1]  - Isto de palavrões tem que se lhe diga!!!     Naquele tempo, graças a uma

          formação humanista generalizada, havia grande comedimento… e este tipo

         de palavrão a que me  refiro  ouve-se hoje com frequência na  boca de gente

         de «luva e de  colarinho»---

 

 

 

 

publicado por Aristófanes às 10:33

conecção do texto | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar neste diário

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.textos recentes

. GEOGRAFIA

. Aritmética

. DITADOS II

. DITADOS

. QUEM É ESSE SÓCRATES DAQ...

. O CACHECOL DA PRECIOSA

. GRAMÁTICA MODERNA

. DICHOTES

. Prosadoras e Prosadores d...

. POETISAS E POETAS DA NOSS...

. ANDORINHA

. A NOSSA TURMA

. ...

. Votos de Ano Bom

. Info...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub